• 2021 consolidou campo dos negócios de impacto no estado do Rio de Janeiro

    "O ano de 2021 consolidou ações importantes e estruturantes no cenário dos negócios de impacto no estado do Rio de Janeiro. Também ampliou a visibilidade desses negócios, ao conquistar espaço nas políticas públicas de resposta a crise causada pela pandemia da Covid-19, dentre elas a inclusão desses empreendedores no rol dos aptos a receber crédito da Agerio (Agência de Fomento do Estado do Rio de Janeiro), dentro do programa Supera-RJ". A avaliação é da coordenadora do movimento, Geiza Rocha, diretora do Fórum da Alerj de Desenvolvimento Estratégico. O Movimento Rio de Impacto é formado por 17 instituições intermediárias que fomentam os negócios de impacto no estado. Em 2021, o grupo realizou dez encontros com foco na promoção e fortalecimento do setor. Também foram realizadas dez lives no Instagram do Rio de Impacto para divulgar as oportunidades oferecidas por instituições como a Faperj e a Fundação Grupo O Boticario, para empreendedores desse modelo de negócios no Rio de Janeiro. Somadas, as lives tiveram mais de 800 visualizações.

  • 2ª edição do Mulheres que Impactam apresenta empreendimentos que transformam vidas

    Transformar a vida de mulheres periféricas e de jovens em situação de vulnerabilidade é o foco de dois empreendimentos de impacto apresentados nesta quinta (27/04) no bate-papo Mulheres de Impacto. Na segunda edição do projeto, a secretária-geral do Fórum da Alerj de Desenvolvimento Estratégico e coordenadora do Movimento Rio de Impacto, Geiza Rocha, conversou com Gizely Hermano, à frente do Encontro com Autoestima, e Gabriela Viana, que lidera o Dandaras da Guanabara. A roda de conversa pode ser assistida na íntegra no canal do Fórum no Youtube.

  • 6º Seminário de Negócios de Impacto mobilizará representantes de todo o ecossistema

    Como as mudanças climáticas e a urgência em cumprir a Agenda 2030, respondendo aos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável irão impactar na forma como se empreende, será o principal foco do debate nesse 6º Seminário de Negócios Impacto Social e Ambiental. Durante o encontro, mais de 30 expositores, entre membros de instituições de fomento, pesquisadores e empreendedores e governo, apresentarão a sua perspectiva sobre o ecossistema de negócios de impacto social. Marcado para ocorrer das 15h às 18h, nos dias 30/11 e 01/12, a edição de 2021 falará sobre as oportunidades que a Economia do Mar, Economia do Bem-Estar, Negócios de Impacto nas Periferias podem trazer aos empreendedores. A inscrição é gratuita e haverá transmissão ao vivo de todos os painéis nos canais do Rio de Impacto no YouTube e Facebook

  • 6º Seminário do Rio de Impacto terá tradução em Libras

    Nesta segunda (16/09), o Rio de Impacto se reuniu para desenhar o seminário anual que o movimento realiza para apoiar e desenvolver o ecossistema de negócios de impacto. Este ano, as mesas principais com evento terão tradução simultânea na e Língua Brasileira de Sinais (Libras). A reunião pode ser assistida clicando aqui.

  • Ações para combate à violência doméstica são tema da Roda de Conversa com empreendedoras

    No dia 25 de novembro é comemorado o dia internacional da Não Violência Contra a Mulher, pensando nesse momento de conscientização, o Fórum da Alerj realizou uma edição especial da Roda de Conversa com empreendedoras de impacto. O último bate-papo deste ano reuniu o desembargador Wagner Cinelli e as representantes do projeto Basta de Violência Doméstica, das Aplande, Maria Regina Fontes e Ana Claudia Soares. O encontro pode ser assistido aqui.

  • BNDES vai disponibilizar R$ 1,5 bilhão para negócios de impacto social e ambiental

    Em 2021 o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) está realizando pela primeira vez uma chamada pública específica para selecionar fundos exclusivamente voltados para os negócios de impacto. A informação foi confirmada pela instituição nesta terça-feira (30/11) durante o primeiro dia do 6° Seminário de Negócios de Impacto Social e Ambiental realizado pelo movimento Rio de Impacto. O primeiro dia do encontro pode ser assistido aqui!

  • Cefet forma equipe para mapear ecossistema fluminense de impacto social

    O Hub de conexão de negócios de impacto, formado para mapear o ecossistema fluminense de finanças sociais, começa a articular sua atuação e formar a equipe de trabalho que vai formular e atuar na pesquisa de campo. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (20/03) durante a primeira reunião do Movimento Rio de Impacto. A iniciativa é uma parceria do Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet-RJ), por meio da Incubadora Tecnológica de Empreendimentos Solidários Sustentáveis (Itess), com o Rio de Impacto e pretende construir um mapa interativo com uma base de dados em permanente ampliação.

  • Conexões e trabalhos em rede contribuem para fortalecer negócios durante a pandemia

    A edição de abril da Roda de Conversa com empreendimentos de impacto, realizada nesta quinta-feira (29/04), reuniu dois negócios ligados às áreas de saúde e cultura que precisaram se reinventar durante a pandemia para compartilhar suas perspectivas de futuro. Em comum eles citaram os desafios do acesso às ferramentas digitais e conectividade, e o ganho com o trabalho em rede. O bate-papo foi mediado pela secretária-geral do Fórum da Alerj de Desenvolvimento Estratégico e coordenadora do Movimento Rio de Impacto, Geiza Rocha, e pode ser conferido na íntegra no YouTube.

  • Criação da política estadual de negócios de impacto é apresentada em encontro latino-americano

    O Fórum da Alerj de Desenvolvimento Estratégico participou nesta sexta (28/05) do primeiro encontro da Cúpula Latino-Americana de Liderança Pública para a Reativação Econômica de Triplo Impacto. Durante o painel “Brasil: criando um sistema nacional de negócios de impacto", o coordenador da Estratégia Nacional de Investimentos e Negócios de Impacto (ENIMPACTO), Lucas Ramalho, destacou o papel da iniciativa na mobilização e envolvimento do ecossistema e importância do apoio do poder público nessa agenda.

  • Faperj lança edital para investimento de R$ 5 milhões em negócios de impacto

    A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj) lança na quinta-feira (24/06) edital que prevê o investimento de R$ 5 milhões no fomento ao ecossistema de negócios de impacto. O anúncio foi feito pela professora Ruth Mello, assessora da Diretoria de Tecnologia da Faperj durante reunião do Movimento Rio de Impacto. No mesmo encontro, a coordenadora do Comunidade Sebrae Rio, Carla Panisset, anunciou que a unidade fluminense do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) vai lançar até dezembro deste ano, em parceria com a Fundação Boticário, uma aceleradora para negócios de impacto que sejam focados em resolver problemas ambientais.

  • Fundo de transformação social contribui para o avanço de negócios de impacto durante a pandemia

    O fundo de transformação social ManoaMano, criado durante a pandemia para fomentar e formar nano e microempreendedores das periferias do Rio de Janeiro, esteve em pauta nesta quarta (27/10) durante a 15ª edição da Roda de Conversa com empreendedores de impacto. Além de detalhar a iniciativa, o bate-papo apresentou dois negócios de impacto beneficiados pelo fundo. Para assistir ao encontro na íntegra clique aqui.

  • Hub vai mapear ecossistema fluminense de negócios de impacto

    O Centro Federal de Educação Tecnológica (CEFET) está formando um Hub de conexão de negócios de impacto que vai mapear o ecossistema fluminense de finanças sociais nos próximos dois anos. O projeto, que contará com recursos da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj), foi apresentado durante o segundo dia da 6ª edição do Seminário de Negócios de Impacto nesta quarta-feira (01/12). Você pode assistir na íntegra clicando aqui!

  • Live apresentará 2ª edição do Programa de Apoio em Empreendedorismo de Impacto Socioambiental Positivo

    Nesta terça-feira (06/07), às 10h, a secretária-geral do Fórum da Alerj e coordenadora do Rio de Impacto, a jornalista Geiza Rocha, bate um papo com a assessora da Diretoria de Tecnologia da Faperj, Ruth Espínola, no Instagram do movimento Rio de Impacto, para falar sobre o edital lançado recentemente, que visa apoiar o desenvolvimento de iniciativas e empreendimentos de impacto socioambiental positivo.

  • Live detalha programa de aceleração para negócios de impacto do Sebrae-RJ

    Para contribuir com o fortalecimento de empreendimentos de impacto socioambiental no estado, o Sebrae-RJ acaba de lançar um edital para seleção de 45 negócios que irão participar do programa de aceleração Impacta. A iniciativa foi detalhada pela gestora do projeto de negócios de impacto do Sebrae-RJ, Juliana Oliveira, numa live do Instagram, realizada nesta quarta (21/04), e conduzida pela coordenadora do Movimento Rio de Impacto, Geiza Rocha.

  • Live do Rio de Impacto apresenta edital de aceleração para negócios sustentáveis na Baía de Guanabara

    Na próxima quinta-feira (30/06), às 14h, o Movimento Rio de Impacto realiza uma live no YouTube para apresentar as novidades da segunda edição do Programa Natureza Empreendedora na Baía Guanabara. A iniciativa da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, com execução técnica do Sebrae Rio e apoio do movimento Viva Água, busca fortalecer e dar visibilidade a negócios que contribuam com a conservação da biodiversidade nos 17 municípios da bacia hidrográfica da Baía de Guanabara e está com as inscrições abertas até o dia 06 de julho.

  • Live do Rio de Impacto detalha 2º edital da Faperj voltado ao empreendedorismo de impacto

    Pioneira no estímulo aos negócios de impacto socioambiental, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj) acaba de lançar um novo edital que prevê investimentos de R$5 milhões no fomento ao setor. O tema foi abordado nesta terça (06/07) pela assessora da Diretoria de Tecnologia da Faperj, Ruth Mello, durante uma live no Instagram do Movimento Rio de Impacto.

  • Mapa de Negócios Sustentáveis analisa 69 empreendimentos da região da Baía de Guanabara

    Dos 69 negócios analisados pelo primeiro Mapa de Negócios Sustentáveis realizado na Região Hidrográfica da Baía de Guanabara, 49,3% atuam no setor de produtos e serviços sustentáveis, como processamento de fruto e uso de biossólidos para insumo agrícola. A informação foi apresentada pela Fundação Grupo Boticário durante encontro realizado pelo Fórum da Alerj de Desenvolvimento do Rio, nesta quinta-feira (05/08). 

  • Mapa de Negócios Sustentáveis da Baía de Guanabara será lançado em evento do Rio de Impacto

    Os resultados do primeiro mapeamento dos negócios que promovem impacto positivo para a conservação da natureza e para o desenvolvimento em 17 municípios da Bacia Hidrográfica da Baía de Guanabara serão apresentados no dia 05 de agosto, das 15h às 17h, durante uma reunião do Movimento Rio de Impacto.

  • Mulheres que Impactam conversa com mais duas empreendedoras sociais

    A segunda edição da Roda de Conversa “Mulheres que Impactam” será realizada na próxima quinta-feira (28/04). O bate-papo virtual apresentará mais duas empreendedoras de impacto que falarão sobre os seus negócios e o papel das entidades apoiadoras no desenvolvimento desses empreendimentos. O encontro acontece das 11h às 12h30, e será transmitido ao vivo pelos canais do Fórum da Alerj de Desenvolvimento Estratégico no YouTube e pelo Facebook do Rio de Impacto.

  • Novas ferramentas ajudam a medir o impacto positivo de empreendimentos

    Cada vez mais os gestores de grandes empresas, fundos e recursos vão orientar suas decisões levando em conta a pegada social e ambiental das instituições que financiam.Essa foi a constatação feita pelos especialistas que integraram a segunda sessão do primeiro dia do 5º Seminário de Negocios Sociais e Ambientais, realizado nessa quarta-feira (25/11), pelo Movimento Rio de Impacto.

  • Observatório Fluminense de Impacto Social apresenta resultados preliminares da coleta de dados sobre o ecossistema

    Pesquisadores do Observatório Fluminense de Impacto Social apresentaram nesta quarta-feira (22/06), os resultados preliminares da coleta de dados realizada a partir da distribuição de um formulário de alinhamento de conceitos endereçado aos atores do ecossistema de finanças sociais no final do mês passado. O documento foi respondido 14 vezes e forneceu importantes indícios sobre a maturidade dos empreendimentos e das iniciativas de fomento aos negócios de impacto no estado do Rio. O encontro pode ser assistido clicando aqui

  • Observatório Fluminense de Impacto Social avança na coleta de dados

    O Observatório Fluminense de Impacto social começa, na última semana de maio, a distribuir entre os diversos atores do ecossistema de finanças sociais, um formulário de alinhamento de conceitos, que servirá como guia para desenvolver os instrumentos e atributos da plataforma digital planejada para disponibilizar a cartografia interativa das diferentes iniciativas que estruturam os negócios de impacto social no estado do Rio. A informação foi apresenta nesta quinta (26/05) durante a reunião do Movimento Rio de Impacto, e que pode ser assistida clicando aqui

  • Oferta de capital para negócios de impacto estará no radar do Rio de Impacto em 2021

    O Movimento Rio de Impacto se reuniu virtualmente nesta quinta-feira (04/02) para aprovar o calendário de reuniões de 2021 e articular, junto às instituições que compõem a iniciativa, ações propositivas para o fortalecimento do ecossistema de negócios de impacto socioambiental no estado. Uma das temáticas que estará em foco esse ano será a apresentação da opções de oferta de capital para esse modelo de negócios. Para isso, o Sebrae-RJ vem trabalhando na atualização de um guia que apresenta as principais fontes de financiamento e instrumentos financeiros para alavancar os empreendimentos de impacto.

  • Oportunidades para negócios sociais são apresentadas em reunião do Rio de Impacto

    O Movimento Rio de Impacto se reuniu nesta sexta (16/04) para apresentar as oportunidades voltadas aos negócios de impacto socioambiental em curso neste momento, visando fortalecer esse ecossistema no estado. Três iniciativas foram detalhadas durante o encontro virtual que pode ser assistido na íntegra no canal do Fórum da Alerj de Desenvolvimento Estratégico no YouTube

  • Painel reúne principais responsáveis pelo fomento aos negócios de impacto

    Segundo levantamento da Aspen Network of Development Entrepreneurs (Aspen) os negócios de impacto social e ambiental movimentam cerca de US$ 60 bilhões em todo o mundo. No primeiro painel do 5º Seminário de Negócios de Impacto Social e Ambiental, realizado nessa quarta-feira (25/11), o tema central foi como os governos e instituições públicas em geral podem atuar para fomentar o setor. Dentre os anúncios feitos durante o painel, está o lançamento da segunda edição do programa BNDES Garagem, que será focada em startups de impacto. Veiculado pela plataforma ECOA PUC-Rio, o evento é organizado pela ALERJ, Sebrae-RJ, PUC-Rio, Sistema B, Esdi-UERJ e Instituto Ekloos, e contou com o apoio da Faperj. Para assistir a íntegra do primeiro dia, clique aqui.

  • Papel das Empresas e das Organizações não governamentais são temas do 2º dia de Seminário

    Conhecer como as empresas e Organizações Não Governamentais estão lidando com a temática dos empreendimentos do bem é o intuito do segundo dia do Seminário de Negócios de Impacto Social e Ambiental. O evento ocorre até o dia 27 de novembro, das 14h às 18h, terá rodas de conversa para o público conhecer um pouco mais os projetos e ferramentas de apoio ao setor, além de poder interagir com esses atores. Para participar, basta acessar o perfil do Fórum da Alerj de Desenvolvimento Estratégico no YouTube.

  • Reunião do Movimento Rio de Impacto apresentará oportunidades para negócios sociais

    Para apresentar as oportunidades em curso para os negócios de impacto socioambiental, o Movimento Rio de Impacto realizará uma reunião virtual no dia 16 de abril, das 10h às 12h. Na ocasião, será detalhado o edital que a Faperj irá lançar em abril para seleção de projetos ligados ao empreendedorismo de impacto socioambiental sediados no estado. Outra iniciativa em prol do setor que também será apresentada na reunião é o Programa de Aceleração do Sebrae-RJ, o Impacta.

  • Rio de Impacto e Sebrae-RJ lançam 2ª edição do Guia de Ofertas de Capital para o setor

    O Sebrae-RJ lança nesta sexta-feira (21/05) a segunda edição do guia Negócios de Impacto: Oferta de Capital. A publicação será apresentada durante um seminário on-line em parceria com o Movimento Rio de Impacto. Na ocasião serão debatidos os instrumentos disponíveis para cada nível de maturidade dos negócios, além da visão de investidores e empreendedores sobre o processo de buscar investimento para o empreendimento.

  • Rio de Impacto estuda promover rodadas de negócios para empreendedores de impacto do estado

    A promoção de rodadas de negócios para os empreendimentos de impacto é umas das novidades das instituições que fazem parte do Movimento Rio de Impacto para 2022. A sugestão foi dada nesta terça-feira (26/04) durante o encontro do grupo para apresentar o calendário de ações das entidades para esse ano. A reunião aconteceu de forma remota e pode ser assistida na íntegra no canal do Youtube do Rio de Impacto.

  • Rio de Impacto lançará segunda edição Guia de Ofertas de Capital para o setor

    O Rio de Impacto, movimento coordenado pelo Fórum da Alerj de Desenvolvimento Estratégico do Estado do Rio que congrega 16 instituições de apoio aos negócios de impacto social, decidiu em reunião realizada nesta quinta-feira (13/05) que vai realizar um seminário sobre os instrumentos disponíveis no mercado para captação de recursos destinados a investir no setor. O evento será no dia 21/05 (sexta-feira) e marcará o lançamento da segunda edição do Guia de Oferta de Capital para Negócios Sociais, desenvolvido pelo Sebrae-Rio, em parceria com o Rio de Impacto. O seminário será online e gratuito para quem se inscrever previamente no site do Sebrae.

  • Rio de Impacto marca presença em Fórum de Investimentos e Negócios de Impacto

    O Rio de Impacto estará presente na próxima edição do Fórum de Investimentos e Negócios de Impacto, que será realizado de 8 a 10 de junho de forma virtual. A jornalista Geiza Rocha, coordenadora do movimento e secretária-geral do Fórum da Alerj de Desenvolvimento do Rio fará parte da mesa “O presente e o futuro da agenda de impacto no Brasil - Impacto e governo: desafios jurídicos e avanços na agenda governamental”.

  • Rio de Impacto traz detalhes sobre programa de aceleração para negócios socioambientais

    O Programa Natureza Empreendedora é uma iniciativa da Fundação Grupo Boticário, em parceria com o Sebrae/RJ, que tem o objetivo de fortalecer os negócios de impacto socioambiental positivos seja sediados e/ou ofereçam produtos e/ou serviços que contribuam para a conservação ambiental da Região Hidrográfica da Baía de Guanabara e seus 17 municípios. A coordenadora do movimento Rio de Impacto e secretária-geral do Fórum da Alerj de Desenvolvimento Estratégico do estado do Rio, Geiza Rocha, conversou com as analistas da Fundação Grupo Boticário, Mariana Benzoni, e do Sebrae/RJ, Juliana Oliveira, que contaram como surgiu a criação deste programa e os benefícios que oferecem aos empreendedores de negócios de impacto ambiental da região.

  • Roda Conversa com empreendedoras sociais abordará o setor cultural na pandemia

    No mês de agosto serão realizadas duas rodas de conversa com empreendedoras de impacto social e ambiental. Para abrir a agenda, no dia 5 de agosto, às 11h, serão abordados os desafios do setor cultural do estado no pós-pandemia. O bate-papo será transmitido ao vivo no YouTube do movimento Rio de Impacto e será mediado pela secretária-geral do Fórum da Alerj de Desenvolvimento Estratégico e coordenadora do Movimento Rio de Impacto, Geiza Rocha. O outro encontro será no dia 26/08, no mesmo horário, e as convidadas serão divulgadas em breve.

  • Roda de Conversa aborda impacto da aceleração em negócios sociais voltados para produtos naturais

    O Fórum da Alerj de Desenvolvimento Estratégico reuniu nesta quinta (30/06) duas empreendedoras de impacto que abordaram o papel das instituições dinamizadoras no desenvolvimento dos seus negócios. Os dois empreendimentos apresentados na 4ª edição do projeto “Mulheres de Impacto” têm em comum o fato de comercializarem produtos naturais artesanais, sejam alimentícios ou terapêuticos, e foram alavancados pela aceleração e criação de redes. O bate-papo pode ser conferido na íntegra no canal do Fórum no Youtube.

  • Roda de Conversa: Pandemia reforça conexões e despertar para empreendedorismo de impacto

    A sustentabilidade esteve em destaque na 14ª edição da Roda de Conversa com duas mulheres à frente de empreendimentos de impacto realizada virtualmente nesta quinta (30/09). O bate-papo abordou a trajetória e ações de Rosany Bitencourt, da Sweetly Produtos Artesanais, e de Simone Medeiros, da Eco K Brasil, durante a pandemia. Em comum, elas relataram o despertar para o empreendedorismo ainda mais latente na adversidade e a força do trabalho em rede para atravessar o momento.

  • Sebrae-RJ e Rio de Impacto apresentam 2ª edição do Guia Sobre Oferta de Capital

    Os empreendedores de impacto socioambiental do Rio de Janeiro agora contam com mais uma ferramenta para contribuir com o desenvolvimento de seus negócios. O Sebrae-RJ acaba de lançar a 2ª edição do guia sobre oferta de capital para o setor. A publicação foi apresentada nesta sexta-feira (21/05) durante um seminário on-line em parceria com o Movimento Rio de Impacto.

  • Seminário mostra oportunidades de formar líderes, acelerar e financiar empreendimentos sociais

    No segundo dia do 5º seminário de Negócios de Impacto, realizado nesta quinta (26/11), pelo Movimento Rio de Impacto, coordenado pelo Fórum da Alerj de Desenvolvimento Estratégico do Estado do Rio, foi a vez de institutos e organizações não governamentais contarem como se conectam e auxiliam o desenvolvimento dos empreendimentos de impacto social. Durante o evento, o Instituto Ekloos lançou o "Programa de Desenvolvimento de Líderes de Impacto"com o objetivo fomentar e fortalecer a atuação de jovens lideranças negras, que estejam desenvolvendo iniciativas que gerem impacto social.  As inscrições podem ser feitas no site da instituição e estão abertas até 22/12.

  • Setor cultural no pós-pandemia é tema de bate-papo com empreendedoras de impacto

    A próxima Roda de Conversa com empreendedoras de impacto acontecerá nesta quinta (26/08), das 11h às 12h30, no canal do Fórum da Alerj de Desenvolvimento Estratégico no YouTube. Serão apresentados mais dois negócios de impacto ligados ao setor cultural que contarão um pouco da sua trajetória e os desafios no pós-pandemia.

  • Sustentabilidade será o tema da 6ª edição do Seminário de Negócios de Impacto Social e Ambiental

    Na segunda-feira (08/11) o movimento Rio de Impacto realizou reunião para dar o pontapé na mobilização para o 6º Seminário de Negócios de Impacto Social e Ambiental, previsto para os dias 30/11 e 01/12, a partir de 15h. O evento ocorrerá de forma virtual e será voltado aos empreendedores de impacto, gestores públicos estaduais e municipais, acadêmicos e instituições intermediárias dos negócios de impacto. As inscrições são gratuitas, e os participantes receberão certificado.

  • Último dia do 5º Seminário de Negócios de Impacto mostra empreendimentos de sucesso

    No último dia do 5º Seminário de Negócios de Impacto Social e Ambiental, realizado nessa sexta-feira 27/11, oito empreendedores apresentaram sua trajetória em negócios que estão ajudando a transformar diversas áreas importantes da economia fluminense: Educação, Saúde, Emprego, e até a Logística foram impactadas por soluções inovadoras que além de buscarem sustentabilidade financeira transformaram positivamente a vida de milhões de pessoas. Durante o evento, a Greenliving anunciou que implantará em parceria com o “IFood” a primeira fábrica de produção de embalagens de bagaço de cana do Brasil. Um produto 100% biodegradável e compostável.