Cefet forma equipe para mapear ecossistema fluminense de impacto social

O Hub de conexão de negócios de impacto, formado para mapear o ecossistema fluminense de finanças sociais, começa a articular sua atuação e formar a equipe de trabalho que vai formular e atuar na pesquisa de campo. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (20/03) durante a primeira reunião do Movimento Rio de Impacto. A iniciativa é uma parceria do Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet-RJ), por meio da Incubadora Tecnológica de Empreendimentos Solidários Sustentáveis (Itess), com o Rio de Impacto e pretende construir um mapa interativo com uma base de dados em permanente ampliação.

O mapeamento começará na região metropolitana e será gradativamente expandido para o interior do estado a partir de um levantamento preliminar e entrevistas em profundidade direcionadas aos empreendedores, instituições dinamizadoras e demais atores do ecossistema de impacto fluminense.

“A equipe é formada por professores do Brasil inteiro, além de estudantes e pesquisadores bolsistas da Faperj (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro). Nós teremos atividades que precisarão da colaboração dos parceiros do Rio de Impacto. Precisamos nos envolver e sensibilizar a todos. Não é uma pesquisa de prateleira, é uma plataforma que será alimentada continuamente, algo vivo. A ideia é apresentar os resultados até o primeiro trimestre do ano que vem para então pensar políticas voltadas ao público-alvo”, explica Inessa Salomão, professora do Cefet-RJ e coordenadora da iniciativa.

No encontro também foi validada a programação semestral de reuniões do Rio de Impacto, que prevê três reuniões. O próximo encontro está marcado para o dia 26/04 e vai apresentar o calendário de eventos e oportunidades do ecossistema de impacto para 2022.

Participaram do evento representantes do Sebrae-RJ, Impact HUB, Instituto Gênesis, Fundação Grupo O Boticário, Firjan, ASPLANDE, IFRJ e do Com Utopia - Comunicação e Impacto.